Como ser um bom caldeireiro

Caldeireiro desenvolvendo um trabalho rotineiro

15/09/2020

A profissão de caldeireiro exige, em primeiro lugar, bastante dedicação. Em seguida, o conhecimento de um monte de conceitos matemático-científicos: desenho, medidas e noções de alinhamento de peso de chapa.

Ou seja, o caldeireiro não é um trabalhador braçal sem estudo e capacitação, longe disso: é um profissional qualificado e remunerado acima da média do mercado de industriários.

O cuidado devido à medição das peças é, por exemplo, imprescindível, e não será na força bruta que seu corte se tornará perfeito. Há escolas e cursos de caldeiraria de excelente nível no Brasil, garantindo a sucessão de gerações nesta importante atividade industrial, e sempre com qualidade e precisão.

Também são necessários conhecimentos de geometria, para planejar e montar no projeto para depois executar o corte e o serviço de usinagem – atividades rotineiras de um caldeireiro industrial.

É o metalúrgico o responsável pela construção de peças como tanques, vasos de pressão e fornos, dentre outros, o caldeireiro tem que saber ler e interpretar desenhos técnicos e projetos – o que exige dele boa escolaridade e experiência, além de habilidade e precisão. 

A Precismec tem orgulho de seus colaboradores, e conta com um equipe de caldeiraria eficiente e comprometida com nossos clientes!

Leia também

Para que serve uma gaxeta?

Para que serve uma gaxeta?

Nosso blog, você sabe, fala muito de usinagem e caldeiraria: é este o negócio da Precismec, que trata da criação,...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!