Como agir em situações de emergência na indústria?

26/05/2022

Em semana de SIPAT, vamos falar por aqui sobre um assunto importante para todos que trabalham em indústrias: Como agir em situações de emergência na indústria?

Prevenção em primeiro lugar

O trabalho de prevenção de acidentes é uma pauta constante nas empresas, e aqui na Precismec não é diferente. Afinal, acidentes de trabalho são problemas graves não só para o patrimônio da empresa,mas, principalmente, para todos os colaboradores envolvidos no processo de produção.

É por isso que seguir as normas, usar os equipamentos de segurança e ter atenção durante o trabalho é tão importante: o comportamento preventivo, além de evitar muitos acidentes, pode salvar vidas! No entanto, seja por descumprimento de normas e procedimentos, seja por uso inadequado de ferramentas e/ou equipamentos de proteção, cansaço, fadiga ou qualquer outra razão, acidentes podem ocorrer.

Principais dados sobre acidentes na indústria

De acordo com o Anuário Estatístico da Previdência Social, os principais tipos de acidentes, são:

  • Queda de altura
  • Cortes
  • Choques elétricos
  • Fraturas
  • Amputações
  • Intoxicações

Prevenir estes acidentes é sempre o melhor caminho, mas é importante capacitar os trabalhadores sobre as possíveis urgências e emergências que possam vir a acontecer. Confira abaixo quais as recomendações do Corpo de Bombeiros para casos de acidente na indústria.

Como agir em situações de emergência na indústria?

Antes de prestar qualquer tipo de socorro, é preciso analisar se a cena está segura e não representa riscos à integridade física do restante da equipe. Neste momento, nenhum trabalhador deve se expor a riscos desnecessários.

Mesmo que os primeiros socorros sejam prestados imediatamente, é fundamental contatar um serviço especializado de emergência, como o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), através do 192.

Confira as instruções para lidar com os principais tipos de acidente que ocorrem na indústria:

Cortes com hemorragia 

  1. Acalme a vítima
  2. Use uma gaze ou um pano limpo sobre a lesão
  3. Comprima o local até que pare o sangramento ou até a chegada da equipe especializada de emergência

Queda de altura com perda de consciência

  1. Acione o serviço de emergência imediatamente
  2. Não mexa na vítima e aguarde os socorristas

Amputação traumática

  1. Acione o serviço de emergência imediatamente
  2. Use um pano limpo para comprimir o local e reduzir o sangramento
  3. Recolha a parte amputada e coloque-a em um saco plástico limpo e bem fechado
  4. Coloque o pacote em outra sacola com gelo

Fratura exposta

  1. Acione o serviço de emergência imediatamente
  2. Mantenha a vítima imóvel até a chegada dos socorristas 
  3. Não tente realinhar a fratura
  4. Não aplique nada sobre a lesão/ferida e nem remova nada que possa ter se prendido à pele

Queimaduras

  1. Molhe o ferimento com água limpa e corrente
  2. Não remova roupas que tenham aderido ao ferimento, não fure bolhas e nem use pomadas na área
  3. Em caso de queimadura nos olhos, molhe a área por alguns minutos e, em seguida, vende os olhos

Choque elétrico

  1. Garanta a própria segurança e dos demais presentes na situação
  2. Providencie a interrupção da energia elétrica imediatamente
  3. Mantenha a vítima imóvel até a chegada dos socorristas

Intoxicações

  • Por inalação
  1. Retire a pessoa do ambiente contaminado e dirija-a para algum lugar ao ar livre
  2. Desaperte as roupas que estiverem sendo usadas
  3. Acione o Disque-intoxicação: 0800 722 6001
  • Por ingestão
  1. Não provoque vômitos
  2. Não ofereça nada para que a pessoa beba ou coma
  3. Acione o Disque-intoxicação: 0800 722 6001
  • Pela pele (via dérmica ou cutânea)
  1. Remova roupas e calçados contaminados
  2. Lave a área com água, abundantemente, por cerca de 20 minutos
  3. Não use produtos sobre a área sem orientação médica

Contaminação dos olhos

  1. Lave com água corrente, mantendo as pálpebras bem abertas, por pelo menos 20 minutos
  2. Não esfregue os olhos
  3. Não use produtos, nem mesmo colírios, sem orientação médica

Gostou de saber um pouco mais sobre como agir em situações de emergência na indústria? Continue seguindo nosso blog

Leia também

Trocadores de calor industriais

Trocadores de calor industriais

Desde a pré história o homem se preocupou em trocar calor, criando dispositivos então rudimentares que permitiam o...

Teste de cargas para geradores

Teste de cargas para geradores

Quando se fala em teste de carga, tenha em mente que pode ser de dois tipos: teste de carga de obra e teste de carga...

Fabricação de calhas

Fabricação de calhas

Pode até soar estranho, mas a fabricação de calhas também é um ramo da usinagem, e envolve caldeiraria leve (as vezes...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe!