Guard Rails

13/10/2022

Usamos termos de outro idioma, esquecendo-se do nome dado em bom português, ou usamos a marca para definir o produto. É assim que chamamos lança foguetes de bazuca e hastes flexíveis de cotonetes. Assim acontece também com os guard rails.

Todo mundo familiarizado com  o mundo do automobilismo conhece os guard rails. O que muitos de nós não sabemos é que eles possuem um nome em português: defensas metálicas, e são produzidos em larga escala por nossas indústrias de caldeiraria e usinagem de materiais.

Elas são fabricadas em aço estrutural e são sistemas de proteção veicular longitudinais. Em caso de acidente, serão o último anteparo entre o motorista do veículo fora de controle com o acostamento, atenuando um impacto que poderia ser muito maior e redirecionando o veículo para a via de rodagem (rua, estrada ou pista).

O aço estrutural é semi-maleável, praticamente uma “folha” do aço, e assim é para amortecer o veículo desgovernado. Não fosse esta maleabilidade, o guard rail só iria mudar o local da pancada, não sua intensidade. Sua durabilidade é garantida através de um processo de galvanização por imersão à quente, geralmente mediante fogo ou zincagem. Elas também são produzidas em formato de W para prevenirem-se do acúmulo de água na pista.

As defensas são quase portáteis relativamente leves e de fácil instalação, podem ser realocadas com facilidade e seu conjunto de peças e parafusos é entregue junto com a peça ou montada junto. Tudo para tornar mais prática (e segura) a circulação viária pelas ruas e estradas do país.

E aí conseguiu entender melhor a importância dos guard rails? Continue seguindo nosso blog.

.

Leia também

Usinagem de Ferro Fundido

Usinagem de Ferro Fundido

A usinagem de ferro fundido é um processo crucial para a fabricação de componentes metálicos, amplamente utilizado nas...

Peças feitas pela caldeiraria

Peças feitas pela caldeiraria

A caldeiraria é um ramo da metalurgia que se concentra na produção de peças de metal, geralmente em grandes dimensões,...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!