O fluxo de solda

14/02/2024


Fluxo de solda ou fluxo de soldagem como também pode ser chamado, é um material utilizado no processo de soldagem para promover a limpeza e proteção das superfícies a serem unidas, para facilitar a união do metal de solda com as peças a serem soldadas. Ele é aplicado antes ou durante a soldagem e desempenha diversas funções essenciais para o sucesso da operação. O principal objetivo do fluxo de solda é remover contaminantes, como óxidos, gorduras e outros resíduos, das superfícies a serem soldadas.

Essas impurezas, de certa forma, prejudicam a qualidade da solda, resultando em juntas fracas e com defeitos. Além do mais, o fluxo cria uma barreira protetora que assegura a formação de novos óxidos durante o processo de soldagem, especialmente em metais como o alumínio e o cobre, que são particularmente propensos à oxidação quando expostos ao calor.

Outra função importante é a molhabilidade, ou seja, a capacidade do metal de solda de se espalhar e aderir às superfícies a serem unidas. Isso resulta em uma solda mais uniforme e com melhor penetração nas junções, garantindo uma conexão sólida entre as peças. Existem diferentes tipos de fluxos de solda, cada um projetado para atender às necessidades específicas de diferentes processos de soldagem e tipos de materiais.

Eles podem ser classificados como fluxos ácidos, neutros ou alcalinos, dependendo da sua composição química e do tipo de metal a ser soldado.

Posto isto, o fluxo de solda desempenha um papel fundamental na preparação das superfícies, proteção contra oxidação e facilitação da união de materiais durante o processo de soldagem. Sua aplicação é indispensável em diversas indústrias e aplicações onde a qualidade e resistência das juntas soldadas são essenciais.

Mais como utilizar o fluxo de solda?

Existem várias versões do Fluxo de solda: pó, liquido ou em pasta, a escolha do tipo formato é variada conforme a necessidade do uso. A mais usadas costumam ser em pó ou em pasta.

Quando for usada em pó é preciso aquecer a extremidade do eletrodo (de cobre, bronze, latão ou alpaca) depois emergir no pó e efetuar a solda.

Mas, se for ser utilizada em pasta o ideal é pincelar a pasta tanto na vareta quanto na linha onde for realizar a solda. Importante também fundir ao mesmo tempo as bordas e o eletrodo para encher as juntas, então é só deixar a peça esfriar naturalmente, não  acelerando, de forma nenhum,  o processo de esfriamento.

Quer continuar por dentro de assuntos como este? Siga o blog da Precismec!

Leia também

O que é Traçagem

O que é Traçagem

Você sabe o que é traçagem? A caldeiraria é uma arte genial, uma técnica milenar e sempre impressionante, não é mesmo?...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!