O que faz um mecânico de usinagem em máquinas convencionais?

19/01/2021

Usinagem você já sabe o que é: é a construção, reparo e manutenção de peças a partir de materiais sólidos pesados. Agora, você já ouviu falar de usinagem convencional e não convencional?

Siga a leitura e descubra o que faz um mecânico de usinagem em máquinas convencionai e não convencionais.

Fica mais fácil de entender quando falamos de usinagem convencional: é o trabalho sobre peças ferrosas e não ferrosas, aço e derivados, metais em sua maioria. Nela, conjuntos mecânicos são utilizados para ajustagem e corte, controle de medidas e padrões, etc… Tudo aquilo que você já está craque de saber lendo nosso blog ou visitando o site da Precismec.

A usinagem não convencional, por sua vez, vai lidar com materiais não sólidos, voláteis, eletroquímica, química, jatos de água, eletroerosão, dentre outros. Nestes casos, a usinagem não irá atuar sobre materiais sólidos. Na eletroquímica, através do procedimento conhecido como eletrólise, a eletricidade gerada será propagada de um para outro material sem qualquer procedimento mecânico aí inserido. A usinagem por jato de água utiliza a força hidráulica do escoamento veloz da água para trabalhar uma peça, desgastando-a. A usinagem química irá imergir um produto em um tanque com tinta, de forma a pintá-lo sem atividade manual. Já na eletroerosão serão realizadas descargas elétricas na estrutura a ser trabalhada, moldando-a.

Em quaisquer destes casos, a função do mecânico de usinagem será sempre bastante importante, muito embora ele não trabalhe diretamente no corte, torno, ou retirada de cavacos de uma peça de material sólido. É que, na usinagem não convencional, ele será o responsável pela manutenção do ferramental e peças necessários para a realização do processo de usinagem.

Gostou desse texto? Continue seguindo nosso blog

Leia também

O que são estruturas metálicas

O que são estruturas metálicas

Estrutura metálica nada mais é do que um elemento estrutural produzido em material metálico, dando destaque ao aço...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!