O valor do inspetor de soldagem

23/02/2021

Pra começo de conversa, todo mundo chama este profissional de “inspetor de solda”, quando na verdade o tecnicamente correto, o nome da função e do curso de capacitação técnica que o sujeito que pretenda exercer esta importante atividade profissional, é “inspetor de soldagem”. Prossiga com a leitura e descubra o valor do inspetor de soldagem no mercado.

Inspetor de soldagem

Bom, mas o que ele faz? Bom, é um profissional qualificado para exercer o controle de qualidade da soldagem. Ele irá fiscalizar o trabalho de soldagem realizado na caldeiraria industrial, atuando preventivamente para evitar equívocos na solda que prejudiquem o resultado final, que também irá inspecionar. Em suma, ele controla a qualidade dos serviços de soldagem realizadas por outros colaboradores.

A função é tão importante que somente poderá exercê-la aquele profissional que atenda a norma técnica NBR 14842 da ABNT. Deverá ter o ensino médio completo (no mínimo) e o diploma específico de inspetor de soldagem, curso técnico imprescindível para sua capacitação profissional plena. Além disso, deverá se submeter a intenso treinamento que envolve, inclusive, testes de acuidade visual a olhos nus e também com óculos de solda.

Atenção que nem sempre o curso será necessário: se o cidadão já for formado em engenharia mecânica, metalurgia, mecatrônica ou eletromecânica e com 36 meses de experiência profissional, este diploma técnico específico lhe será dispensado. Este curso, de 240 horas, também pode ser encontrado no mercado com o nome de “tecnólogo em soldagem”.

Nele, o profissional será treinado para atuar diretamente ou supervisionar o controle da junta soldada, durante e depois desta atividade, baseado em instruções e parâmetros de execução contidos em projetos aprovados, que o candidato/aluno também deverá aprender a entender. Diplomado, poderá atuar não somente na caldeiraria e usinagem, mas também nas áreas aeroespacial, automotiva e ferroviária da indústria. Salário médio da categoria? R$6788,00.

Gostou desse assunto? Deixe seu comentário e continue seguindo nosso blog...

Leia também

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!