Teste de estanqueidade, o que é?

16/02/2021

Dentro dos processos industriais, há testes que servem para medir a segurança e eficiência técnica e econômica da linha de montagem e produção, além do armazenamento de substâncias. No caso específico de gases, há o teste de estanqueidade, que vai verificar se há segurança na tubulação de gás necessária ao manejo da atividade industrial.

Quer um exemplo comum e simples de teste de estanqueidade? Quando você suspeita que há vazamento de gás de cozinha em sua casa, faz o quê, geralmente? Coloca sabão na mangueira que liga o botijão ao fogão, não é mesmo? Este é um dos testes (simples) de estanqueidade. Só que quando se fala em processos industriais, a coisa fica bem mais complexa.

 O teste é tão sério que tem norma técnica específica pra ele (NBR 15.571). Ele somente poderá ser realizado por engenheiro mecânico que deverá, inclusive, responder como responsável técnico (RT), assumindo a responsabilidade pelo fluxo do gás em ambiente industrial tubulado que irá ser verificado por este profissional durante o teste em questão.

O teste é importantíssimo. Falou em gás canalizado, falou na possibilidade de vazamento, intoxicação, explosão, etc…  O risco é grande, e é por isto que a indústria brasileira e as agências controladoras impõem, com acerto, rigorosas regras a serem observadas na verificação da segurança destas instalações.

Durante o teste, não se faz somente inspeção visual da tubulação, mas também a denominada inspeção “dimensional”:  com boa visibilidade e iluminação otimizada, o teste vai buscar rugosidades, reconhecimento de defeitos nos revestimentos, nas chapas e a degradação paulatina de materiais.

Gostou desse texto? Continue seguindo nosso blog

Leia também

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe!