Tipos de solda

23/06/2020

Você sabia que há diversos tipos de solda? Realizar um bom trabalho com solda exige concentração, e também um grande poder de observação para ser levado em conta detalhes que garantam um material de qualidade.

A solda pode ser definida como uma união de peças metálicas, cujas superfícies se tornaram plásticas ou liquefeitas, por ação de calor ou de pressão, ou mesmo de ambos. Na solda, pode-se ou não ser empregado metal de adição para se executar efetivamente a união das partes.

Interessante, né? Vem saber mais sobre os princípios de uma boa solda.

Do que é feita a solda?

Tradicionalmente, a solda é composta primordialmente por estanho (Sn) e chumbo (Pb) e também com um pouco de outros metais para prover as características desejadas. Porém, descobriu-se que o chumbo é um metal nocivo aos seres humanos e pode até levar ao envenenamento. Com isto, alguns países resolveram proibir o uso do chumbo na composição da solda. Desta maneira, surgiu a solda sem chumbo ou “lead-free” e ela se tornou o padrão na fabricação de equipamentos eletrônicos.

Tipos de solda industrial e suas aplicações

A indústria metalomecânica, também chamada metalúrgica, utiliza diversos tipos de solda industrial para unir materiais de estruturas semelhantes, aplicando processos de fundição para garantir a qualidade da união das peças de metal.

Os tipos de solda industriais evoluíram e se desenvolveram através das técnicas mais adequadas para cada tipo de junção dos metais, dependendo da finalidade da montagem das peças e equipamentos.

Soldagem a arco manual

Entre os tipos de solda industrial, a soldagem a arco manual é a mais antiga, sendo aplicada atualmente pelas indústrias siderúrgicas, automobilística, de mineração e metalurgia. Na soldagem a arco manual, são usados principalmente o aço e o aço inoxidável.

A soldagem a arco manual é também chamada de MMA ou SMAW, sendo o método mais adequado quando se trata de solda nos locais de trabalho, nas indústrias ou até mesmo domiciliar. Embora a soldagem a arco manual seja capaz de soldar diversos tipos de metais, a técnica tem se mostrado mais eficiente em aço.

Soldagem TIG

A soldagem TIG, ou Gas Tungsten Welding, entre os tipos de solda industrial, é o processo de soldagem de mais difícil operação, requerendo do profissional maior habilidade e experiência.

A soldagem TIG é a mais eficiente, podendo ser aplicada em qualquer tipo de metal conhecido, sendo mais comum em locais que exigem soldas de alta qualidade ou em metais mais exóticos, como o titânio.

Soldagem MIG

Dos tipos de solda industrial mais aplicados atualmente, a soldagem MIG, ou Metal Inert Gas, é considerada um processo de soldagem semiautomática aplicada normalmente em oficinas de fabricação e de manufatura automotiva e em diversos tipos de fábricas.

Trata-se de um dos tipos de solda industrial de produção rápida e de facilidade de uso, atendendo também outros tipos de metais além do aço e o aço inoxidável, sendo bem aceito em soldagem de alumínio, por exemplo.

Um dos principais benefícios da soldagem MIG é a facilidade de sua aplicação e do manuseio do equipamento de solda. Outros benefícios são: baixo custo, um processo de soldagem automatizada, qualidade final melhor do que outros tipos de solda industrial e ainda uma menor distorção nas peças, com ausência de remoção de escória ao final do processo de soldagem.

Soldagem a arco com arame tubular

Dos tipos de solda industrial existentes, a soldagem a arco com arame tubular é o processo de soldagem que se mostra mais rápido, sendo também mais comum e aplicada nas indústrias de diversos ramos de atividade.

Em virtude de suas qualidades, a soldagem a arco com arame tubular é a preferida quando se trata de processos de soldagem em maiores quantidades, como, por exemplo, em estaleiros, para a construção de navios e outros tipos de embarcações.

A soldagem a arco com arame tubular pode ser aplicada em uma grande variedade de ligas de aços e metais, sendo sua aplicação mais comum em peças de aço.

Soldagem oxigás

Os tipos de soldas industriais denominadas oxigás utilizam energia para produzir calor e fundir o material de base. Na soldagem oxigás, a união dos metais é obtida pela fusão das partes que serão unidas, utilizando geralmente um metal de enchimento, usando uma chama produzida pela ponta do maçarico.

Nesse tipo de solda industrial, o metal fundido e o metal de enchimento, quando usado, misturam-se num líquido comum e se solidificam ao resfriar. É um dos tipos de solda aplicada em operações de conserto, de peças mais finas e em tubos de pequeno diâmetro.

Possui um equipamento geralmente portátil, versátil e de custo mais baixo, utilizando o acetileno no processo de solda, principalmente em virtude de sua alta taxa de propagação de chama e altas temperaturas.

A soldagem oxigás é utilizada para ferro fundido, chumbo, alumínio, ligas de zinco, aço galvanizado, latão e bronze.

Soldagem com eletrodo revestido

O eletrodo revestido é um tipo de solda industrial utilizada devido à sua versatilidade. Ela é indicada para soldar aços, principalmente. Na soldagem com eletrodo revestido, os ingredientes que formam o revestimento são triturados, dosados e misturados, gerando uma massa homogênea.

Essa massa é conformada sobre varetas metálicas e, em seguida, o revestimento de uma das extremidades é removido, permitindo o contato elétrico com o porta-eletrodo. Esse material pode ter polaridade positiva ou negativa, dependendo da penetração desejada.

Complexo não é mesmo? Há muitos tipos diferentes de solda e técnicas de soldagem. Acompanhe nosso blog, e fique por dentro de todos os processos da nossa indústria!

Leia também

Trocadores de calor industriais

Trocadores de calor industriais

Desde a pré história o homem se preocupou em trocar calor, criando dispositivos então rudimentares que permitiam o...

Teste de cargas para geradores

Teste de cargas para geradores

Quando se fala em teste de carga, tenha em mente que pode ser de dois tipos: teste de carga de obra e teste de carga...

Fabricação de calhas

Fabricação de calhas

Pode até soar estranho, mas a fabricação de calhas também é um ramo da usinagem, e envolve caldeiraria leve (as vezes...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe!